• PR+ Arquitetura

FENG SHUI E A SAUDE DO ESPAÇO

Na semana de 14 de abril nós da PR+ Arquitetura mergulhamos em um mundo completamente novo para nós, mas que nos encantou profundamente.

Nossas queridas colegas Bel e Tef, arquitetas e responsáveis pelo curso “Projetando com Feng Shui” voltado a profissionais da área nos disponibilizaram uma semana incrível, cheia de conteúdos e muito aprendizado. Realmente o Universo conspira a favor dos nossos pensamentos.


Começamos a quarentena focadas em descobrir métodos de melhorar a relação do espaço com o homem, intensas pesquisas e estudos e eis que de repente, exatamente uma semana depois do nosso primeiro post elas surgiram para nos apresentar para esse universo que tanto pode contribuir para a saúde do espaço. Engraçado, não é?! Totalmente de encontro ao que procuramos.


Vamos fazer um breve resumo do que aprendemos e continuamos aprendendo continuamente, porque é muita coisa... uma semana é apenas o começo!


Primeira frase que nos encantou e vai de encontro aos nossos valores na PR+: “O que mais importa no projeto não é a estética, e talvez nem a funcionalidade, e muito menos.... portfólio. O que mais importa e o que faz da profissão de arquitetos mais única e incrível é poder melhorar a qualidade de vida das pessoas, é proporcionar bem estar através do espaço que projetamos.”


Apenas para contextualizar, o Feng Shui trata-se de uma sabedoria milenar chinesa que foi originalmente desenvolvida para implantar seus povoados nos locais mais adequados, determinados através de estudos ambientais que envolviam “topografia, recursos naturais, direção dos ventos e das águas”. Eles entendem que o “Chi” que é a energia vital de tudo no mundo interfere na vida das pessoas. O Feng Shui estuda a integração dessa energia com os espaços construídos. O Feng Shui foi associado à acupuntura. Enquanto um “cura doenças” da edificação que reduzem a energia vital dos usuários, o outro cura doenças melhorando o fluxo dessas energias no corpo através das agulhas.


O Baguá é a base da aplicação do Feng Shui. Comporto de um polígono de 8 lados com as 9 áreas do ser humano: amigos, criatividade, relacionamento, trabalho, saúde, sucesso, sabedoria, família e prosperidade.


Fizemos o estudo na casa de um cliente que se candidatou como nossa primeira “consultoria piloto de Feng Shui” Rsrsrs. Segue o que descobrimos em um projeto já feito numa casa já executada.


Abaixo a planta original da casa.




Abaixo a planta com o Baguá aplicado.



E agora o diagnostico já com algumas medidas de cura do Feng Shui:

1. Temos 2 excessos frontais. Um de trabalho e um de amigos. Como neste caso não temos nenhum espaço essencial fora do Baguá (cama, fogão ou cabeceira de mesa), no geral, neste caso os excessos são bons. Os dois banheiros que estão fora do Baguá, neste caso não representa um problema, pois não estão nos Guás nem de Prosperidade, nem Sucesso e nem Amigos.


2. Os excessos aqui estão em amigos, o que é bom, significando uma casa cheia de pessoas com quem os moradores podem contar; e trabalho, remetendo a moradores workaholics


3. Em relação às posições de comando (sofás, camas, cabeceira da mesa, fogão e mesas de escritórios), representam situações em que a pessoa tem que tomar decisões, e por isso os usuários devem estar de frente para os acessos sejam portas ou janelas.

a. No primeiro quarto devemos rotacionar a cama 90º, de forma que fique de lado para a janela e de frente para o acesso da porta


b. O segundo quarto poderíamos rotacionar as camas para que fiquem paralelas à janela ou adotar algum tipo de cama infantil como bicama, ou camas sobrepostas posicionando-as paralelamente à janela e de frente à porta


c. O terceiro quarto temos um problema pois, para ficar de frente para a porta de acesso, automaticamente a cama ficara de costas para a janela, o que pode induzir à sensação de insegurança e traição. Como cama de costas pra janela não tem cura, manteremos a cama nesta posição e a porta do banheiro sempre fechada. Se possível um painel com a porta embutida de correr, de forma que a porta faça parte da decoração e induza a ficar sempre fechada. Por estar de lado para a porta de acesso, pode-se usar a cura do cristal multifacetado pendurado no centro da porta do quarto pelo lado de fora para não atrapalhar a abertura da mesma.


d. O sofá por ter sua maior área voltada pra frente da entrada não seria um problema. Mas talvez inverter o L do sofá melhore a posição de comando.


e. O fogão o ideal seria posicioná-lo na ilha, de forma que o usuário veja o restante da casa. Não sendo possível, poder-se-ia instalar um espelho em frente ao fogão para servir de retrovisor. Mas uma vez que o fogão neste caso está ao lado de uma porta de vidro e permite, ao olhar para o lado esquerdo visualizar quem entra (ou seja, não esta completamente de costas para a porta) a situação já fica mais amena. O fogão é um dos pontos chave no Feng Shui. Fornece o alimento, que é o que dá energia e vida ao usuário. O fato de, neste caso o fogão estar inserido no Guá da Prosperidade também é um ótimo ponto.


4. Nesta casa foram observados alguns rangidos de porta. No Feng Shui existem algumas representações da casa no corpo humano. As portas seriam a boca por onde entra o Chi, as janelas, os olhos e as dobradiças as articulações. Por isso é muito importante sanar esses rangidos com uma manutenção das ferragens das portas.


5. No Feng Shui existe também uma preocupação em relação às quinas dos moveis que não devem estar apontadas para os usuários. Neste caso observamos essa situação no rack da sala, e na quina do guarda roupas do quarto 3. Na sala poder-se-ia amenizar com a colocação de um pequeno vaso de plantas. E no quarto com um pendente, ou algum elemento pendurado no teto tampando a quina.


6. No dormitório 3, com a nova solução de disposição de camas o armário também cria um bloquei para o fluxo do Chi, o que pode ser resolvido com um espelho ou imagem em perspectiva colada na lateral desse armário.


7. Em relação às posições dos ambientes relativos aos Guás, quando projetamos essa casa ainda não tínhamos nenhum desses conhecimentos. Mas acho que de alguma forma já havia uma conexão inconsciente. Sem querer conseguimos acertar em muitos dos ambientes.


a. O dormitório da frente, dos donos da casa, está localizado no Guá dos amigos. A casa trata-se de uma residência de veraneio, cujo objetivo dos proprietários era trazer amigos, parentes e pessoas queridas. Ponto pra nós!


b. O dormitório do meio foi pensado no recebimento de hospedes e crianças da família, onde a criatividade é ativada normalmente pela presença delas. Ponto pra nós!


c. O dormitório do fundo, no Guá do relacionamento, é destinado a hospedes e mais especificamente ao filho do casal e sua esposa que vem com mais frequência visitar os anfitriões. Ponto pra nós!


d. A saúde está exatamente no local onde todo se reúnem: no centro da sala, favorecendo a todos. Ponto pra nós!


e. A prosperidade está na cozinha, que como vimos acima é um ótimo espaço para o preparo dos alimentos que nutrem a família da casa. Ponto pra nós!

Até que fomos bem não?!

Segue a planta de como ficou com as interferências apontadas! E nada de grandes reformas!





Bel e Tef, adoramos o exercício e adoramos adquirir esses conhecimentos para beneficiar nossos clientes! Obrigada!


Muitos dos trabalhos da PR+ tratam-se de espaços comerciais e o Feng Shui também é aplicável! Mais adiante faremos o mesmo exercício em um cliente nosso desse segmento e vocês verão que incrível!

145 visualizações

PR+ ARQUITETURA & INTERIORES- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

ALAMEDA IRÁE, 375- CJ 07  MOEMA, SÃO PAULO

TEL:5052-6496

  • Facebook
  • Instagram