• PR+ Arquitetura

Arquitetura consciente= Arquitetura sustentável na prática: como economizar através do projeto.

Ter simplesmente consciência no ato de projetar a edificação já faz alguma diferença, mesmo que nenhuma teoria tenha sido aplicada. Como dissemos na matéria anterior a edificação em si gera um enorme impacto tanto na extração de recursos, quanto no descarte dos resíduos. Além disso, há de se pensar que ocupa um grande espaço no meio ambiente, e deve, portanto, ser pensado levando em consideração esse meio em que será inserido.


Fazendo um compilado dos princípios básicos adotados pelas principais certificações de arquitetura sustentável, fica mais fácil saber como o projeto de arquitetura pode ajudar, e foi o que fizemos.

Com palavras e termos um pouco diferentes, em resumo, tanto AQCUA, quanto LEED, quanto Bream, quanto Procel Edifica, levam em consideração as seguintes disciplinas:

1. Consumo de energia

2. Consumo de água

3. Consumo de materiais (recursos naturais)

4. Aproveitamento dos recursos locais do espaço

5. Descarte de resíduos

Seguindo esses conceitos fica um pouco mais fácil pontuarmos maneiras de colocar em prática ideias na arquitetura para uma construção mais consciente. Vamos falar um pouco de cada uma delas, começando, nesta matéria sobre CONSUMO DE ENERGIA.



Ao falar de energia, o que nos vem de imediato à mente para gerarmos economia?


Lâmpadas de LED, Energia solar, Energia eólica, Sensor de presença, Placas fotovoltaicas...


Essas e muitas outras técnicas podem ser pensadas no projeto para se obter economia de energia. Uso de lâmpadas de led já é item básico dos projetos de arquitetura. De acordo com a Agência Brasil as lâmpadas incandescentes foram proibidas no Pais desde junho de 2016. Sua substituição por uma lâmpada fluorescente gera ate 75% de economia e quando falamos de lâmpada led a economia chega a 85%. Já as lâmpadas fluorescentes embora representem grande economia, vem sido cada vez menos vendidas e escolhidas pelos profissionais, uma vez que contém mercúrio em sua composição, o que torna o descarte da lâmpada mais complexo.

Veja tabela abaixo onde é possível ver a economia em números.



Fontes alternativas de energia (energia solar e eólica) são uma ótima opção, pois utilizam das próprias características naturais locais para gerar energia, ou seja, não requerem de nenhuma fonte externa.


Grande parte do uso da energia nas construções também provém do uso de ar condicionado, o que pode ser evitado substituindo equipamentos de ar convencionais por modelos mais modernos como o inverter, que chegam a economizar 80% de energia em relação aos modelos tradicionais (segundo a Dufrio), pelo fato de manterem a temperatura constante, ao contrário do sistema tradicional, cujo compressor liga e desliga causando picos de energia.

Altamente relacionado às questões energéticas, melhor do que usar lâmpadas ou sistema de ar condicionado mais eficientes, a melhor solução é a que melhor tira proveito dos recursos naturais locais, ou seja, localização, insolação, clima, ventilação, em detrimento de um melhor conforto térmico. Janelas grandes que abrem e fecham possibilitando troca de ar e iluminação natural, brises que controlam a luminosidade e aquecimento, materiais adequados para reter ou dissipar a temperatura, ventilação cruzada, são técnicas que não dependem da extração de recursos naturais e que, se bem utilizadas na construção permitem grande conforto sem que haja grande consumo.


Abaixo um breve esquema das infinitas possibilidades e benefícios da ventilação cruzada.



Cada uma dessas disciplinas como chamamos, ainda geram muito o que falar e nos aprofundaremos em matérias do nosso blog mais adiante. Mas nossa ideia aqui foi começar a mostrar um universo de possibilidades onde a arquitetura pode fazer uma grande diferença.


Até a próxima! <3

Fontes:

https://www.dufrio.com.br/blog/ar-condicionado/comercial/diferenca-entre-o-ar-condicionado-inverter-e-o-convencional/

https://dicasdearquitetura.com.br/ventilacao-cruzada-como-funciona/

https://brasilescola.uol.com.br/quimica/fim-das-lampadas-incadescentes.htm

http://www.sigcondominios.com.br/blog/como-economizar-energia-no-condominio/

https://sustentarqui.com.br/principais-certificacoes-sustentaveis-expo-arquitetura-sustentavel/

https://www.gbcbrasil.org.br/certificacao/certificacao-leed/

https://www12.senado.leg.br/noticias/especiais/especial-cidadania/a-preservacao-comeca-dentro-de-casa/principios-basicos-de-uma-construcao-sustentavel

https://www.gbcbrasil.org.br/wp-content/uploads/2017/09/Compreenda-o-LEED-1.pdf

https://www.vanzolini.org.br/download/RT-SGE-14-03.pdf

https://www.ugreen.com.br/arquitetura-sustentavel-na-pratica

43 visualizações

PR+ ARQUITETURA & INTERIORES- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

ALAMEDA IRÁE, 375- CJ 07  MOEMA, SÃO PAULO

TEL:5052-6496

  • Facebook
  • Instagram